Bio Ritmo Oficial

Sobre corpo definido, a Bio Ritmo entende.

Para deixar o corpo definido, além de fazer aulas como Body Pump, Bio Funcional e Bio Hitt, é necessário seguir uma dieta balanceada e ter muita disciplina.

“Nosso corpo é uma máquina perfeita, mas que só funciona bem com os combustíveis certos. A alimentação tem uma relação direta com os resultados que queremos obter”, afirma a professora da Bio Ritmo, Adriana Lopes. Apenas combinando todos esses esforços você perceberá resultados, não somente estéticos, mas também na sua qualidade de vida: melhora o sono, aumenta a sensação de bem estar, diminui os níveis de stress e ansiedade.

Respeitando a individualidade e condição física de cada aluno, nós da Bio Ritmo te ajudamos a chegar à forma física desejada. O programa FACE 2 FACE (3x por semana, sessões de 30 minutos por um período de 45 dias) garante os resultados que você procura. Saiba mais: http://bit.ly/1nTHgjW

Cuide bem dos seus joelhos

É comum atletas profissionais sentirem dores nos joelhos, mas o mal também afeta pessoas comuns que treinam em busca da boa forma e da qualidade de vida. Fique atento e não ignore os primeiros sinais de dor.

“As dores nos joelhos precisam ser diagnosticadas. Após este procedimento, o professor poderá relacionar o melhor trabalho para a articulação”, esclarece o professor da Bio Ritmo Caio Visacre.

Segundo Visacre existem exercícios específicos. “A cadeira extensora e a flexora podem ser feitas de forma simultânea ou unilateral. Ao fortalecer a musculatura da parte anteior e posterior de coxa, você trabalha a articulação envolvida”.

Uma maneira de evitar problemas na região é um treino preventivo. “Fortalecendo os membros inferiores (aumentando a massa e a resistência muscular), a musculatura ficará mais propicia para impacto ou atividade específica”, explica o professor Caio.

Lembre-se, para qualquer atividade física, seja uma corrida no parque ou uma atividade de alta intensidade, procure um educador físico. Um profissional lhe dará a orientação correta, evitando possíveis lesões.

Mitos ou verdades sobre musculação

Com a ajuda do professor Felipe Chiavassa, listamos as 5 principais dúvidas sobre musculação:

Para um bom resultado, devo fazer musculação todos os dias, sem folga

Depende. A frequência depende do nível físico do praticante, assim como do seu objetivo. Indivíduos mais preparados podem treinar todos os dias. Para a grande maioria, treinar diariamente é desnecessário. É na recuperação dos exercícios físicos que adquirimos os principais benefícios, como aumento da massa muscular e não durante os treinos. Na musculação, mais treino nem sempre significa melhor resultado.

Musculação não emagrece

Mito. Qualquer exercício físico ajuda no processo de emagrecimento, basta que o estímulo seja adequado. Nesse caso se chama “Sobrecarga Metabólica”, que pode ser aplicada por meio da musculação, exercícios cardiovasculares ou qualquer outro, desde que tenha tal característica.

Só musculação aumenta a massa muscular

Mito. Qualquer exercício físico colabora para o aumento da massa muscular. Entretanto, os melhores são os “Exercícios Resistidos”, que têm como característica principal o uso da Força, entre eles a Musculação, Pilates e o Cross Fit.

É impossível ganhar massa sem tomar anabolizante

Mito. O ganho de massa muscular sem esteróides anabolizantes é possível, desde que o indivíduo tenha uma dieta rica em proteínas e carboidratos, principalmente os de baixa carga glicêmica e treine adequadamente. A grande maioria não tem paciência, dedicação e disciplina suficientes para respeitar o tempo necessário para adquirir bons resultados.

Musculação é treino para homem

Mito. Níveis adequados de força e massa muscular são indispensáveis para qualquer pessoa, independentemente do sexo e idade. Para as mulheres, exercícios que geram sobrecarga óssea, como musculação, são indispensáveis para evitar perda de massa óssea, cujo início ocorre por volta dos 30 anos e se acentua, principalmente, após a menopausa.

Conheça o projeto para terceira idade “Por Uma Vida Melhor”

Para a Bio Ritmo não existe idade certa para praticar atividade física e por acreditar nisso abraçou uma parceria com o Shopping Higienópolis. No projeto Por Uma Vida Melhor, um professor da Bio Ritmo ministra aulas gratuitas para um grupo da terceira idade duas vezes por semana (terças e quintas) às 9h em frente a Livraria da Villa.

A gerente da Unidade Higienópolis, Paola Rossani, explica como é importante manter o corpo em movimento depois dos 60 anos. “O exercício é fundamental para preservar a noção de espaço, equilíbrio, reflexos, força muscular, capacidade muscular, entre outros. O idoso ganha mais independência para realizar atividade do cotidiano como amarrar os sapatos, brincar com os netos e etc”.

Além dos benefícios físicos, Paola aponta outros ganhos, “nesta idade muitas pessoas perdem o convívio social e a atividade física em grupo ajuda a reintegra-los”. Para a gerente, é gratificante acompanhar a evolução desses alunos.

Para participar, os interessados devem procurar a administração do Shopping Higienópolis, apresentar-se ao professor, dizer se possui alguma restrição médica e ter mais de 60 anos. 

Antes & Depois: Pedro Aristeu

image

O representante comercial, Pedro Aristeu, de 44 anos, passava 95% do seu tempo sentado. Com uma alimentação cheia de excessos, foi ganhando peso e perdendo a disposição.

Nesse ritmo chegou aos 114 kg com um quadro clínico bastante preocupante. Já estava pré-diabético, com gordura no fígado, problema de varizes e duas safenas entupidas.

Com a saúde em xeque, buscou a Bio Ritmo em fevereiro para começar a grande mudança de vida. “Hoje treino em média 5 vezes por semana, sempre combinando musculação e cardio no final, durante 1h30”, conta Aristeu.

A alimentação também ficou diferente, o que antes era comum, passou a ser exceção. “Procurei ajuda de um nutricionista e tento ser fiel as recomendações, principalmente fazer pequenas porções  e comer de 3 em 3 horas. Também aboli qualquer crença em dietas que não sejam orientadas por profissionais”, explica o novo Pedro.

Em 6 meses pulou dos 114kg para os 94kg. Com 20 kg a menos, Pedro contabiliza as principais mudanças, “meus exames estão muito melhor que há 3 anos e meu filho de 6 anos disse que pareço melhor”.

Parabéns Pedro, além da conquista pessoal, você está dando um grande exemplo de superação para os outros alunos e, principalmente, para o próprio filho:

Torta com calda de frutas vermelhas


Preparo: 
40 minutos
Pronto em: 2 horas
Rendimento: 6 fatias
Calorias por fatia: 182
Grau de dificuldade: fácil

Ingredientes
1 pote de iogurte desnatado + 2 ovos + 400 g de ricota amassada + 2 colheres (sopa) de adoçante culinário + 1 colher (sopa) de amido de milho + 1 colher (sopa) de uvas-passas brancas picadas (opcional) + 1/2 xícara (chá) de uvas-passas pretas + Margarina light para untar

Calda
2 xícaras (chá) de frutas vermelhas congeladas + 1 colher (sopa) de adoçante culinário

Preparo
No liquidificador, bata o iogurte, os ovos, a ricota, o adoçante e o amido até obter uma massa cremosa. Misture as uvas-passas sem bater. Despeje numa forma redonda com aro removível, untada com a margarina. Leve ao forno, preaquecido, e asse por 15 minutos. Desligue o fogo, abra um pouco o forno e deixe esfriar.

Calda
Misture a polpa com o adoçante. Se preciso, ponha um pouco de água e ferva rapidamente. Cubra a torta e leve à geladeira para servir gelada.

(Fonte: M de Mulher)

Existe horário ideal para treinar?

Há quem prefira treinar pela manhã, outros adoram praticar exercícios a noite. Mas não existe mistério, horário ideal é aquele que se adapta melhor a sua rotina. A professora da Bio RitmoAna Simões, aponta as principais vantagens de cada um:

Manhã: O aluno ganha maior disposição e acelera o organismo para as atividades ao longo do dia.

Tarde: Quem treina nesse período pode ter mais energia, por conta da alimentação (pós almoço). Além disso, o corpo apresenta uma temperatura mais alta, favorecendo a musculatura.  

Noite: O aluno já não tem tanta preocupação com horário e o treino pode ser mais relaxante depois do trabalho.

Para o treino ser ainda melhor, fuja de alguns deslizes. “Se o aluno não se alimentar bem no dia anterior, pode se sentir mal no treino da manhã. Após o almoço existe o risco da má digestão, que pode causar mal estar. Já o treino noturno pode afetar o sono se praticado menos de duas horas antes de ir dormir”, explica Ana Simões.

Escolha a melhor opção e comece a treinar. “Independente do horário, o que vale a pena é a prática de atividade física, isso que irá fazer com que você tenha qualidade para uma vida melhor”, finaliza a professora. 

Cuide das panturrilhas: elas trabalham por você!

Muita gente ignora uma região muito importante do corpo, a panturrilha. “É um equívoco menosprezar o treino de panturrilha, especialmente se você for um adepto de corrida ou estiver na terceira idade. Essa musculatura bem trabalhada garante menor impacto nos joelhos e os indivíduos mais idosos ganham mais equilíbrio, o que é imprescindível para evitar quedas e possíveis fraturas”, explica a professora da Bio Ritmo, Denise Oka.

O músculo também auxilia no impulsionamento do sangue dos membros inferiores para os superiores. Por isso, mesmo quem não corre ou não esteja na terceira idade, deve incluir no treino exercícios mais específicos. Segundo a professora Denise, existem várias opções, “movimentos de flexão plantar são os melhores. As superfícies instáveis também proporcionam a estimulação dessa musculatura quando comparados com os exercícios feitos em superfícies estáveis”, indica a professora Denise.

O volume e a intensidade do treino vai depender da condição física de cada um, por isso, antes de sair treinando a panturrilha, busque o acompanhamento de um profissional. 

Comemore o Dia da Pizza

Aprenda a preparar uma deliciosa pizza sem comprometer a sua dieta. 

Pizza ligth, integral e nutritiva

Massa

Ingredientes

2 xícaras e 1/2 de farinha de trigo

1/2 xícara de farinha de trigo integral

1/2 xícara de gérmen de trigo ou de linhaça dourada moída

2 colheres de gergelim

2 colheres de levedura em pó

1/2 colher de sobremesa de sal

2 colheres de sobremesa de açúcar

4 colheres de óleo vegetal

1/2 xícara de água morna

Modo de fazer

Em um recipiente coloque a água morna, sal, açúcar, levedura e o óleo. Deixe repousar por 20 minutos em um lugar onde a temperatura esteja mais alta, por exemplo, onde tenha a luz do sol. Espere até que a levedura cresça e fique esponjosa.

Em outro recipiente coloque as duas farinhas de trigo, o gérmen de trigo ou linhaça, o gergelim e acrescente a levedura que foi previamente preparada.

Misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea. Faça uma bola e deixe crescer por uns 40 minutos, em lugar onde faça calor, para que a massa cresça mas rápido. Depois que a massa dobrar de tamanho, estire a massa sobre um molde para pizza e deixe novamente crescer por uns 30 minutos.

Recheio

Ingredientes

Molho de tomate temperado (de preferência caseiro)  para cobrir a massa

1 abobrinha grande grelhada (em rodelas ou tiras)

3 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de orégano

2 unidades de tomate picadinho

150 g  de mussarela light ralada ou 200 g de queijo cottage

Modo de fazer

Coloque o molho, misture a abobrinha, orégano e o azeite. Coloque por cima o tomate picadinho e salpique o queijo.